Olá

Seja muito bem vindo e volte sempre que quiser!!






quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

5 Anos - Te amo a distância do meu coração até o infinito, ida e volta!

Há 05 anos atrás as 12h44 eu veria o rosto do meu menino de ouro....Artur meu filho...a pessoa que me permitiu iu conhecer o amor mais, puro, profundo, intenso, verdadeiro, infinito que existe

Na medida em que você cresce, aprende, se desenvolve, eu aprendo junto, passamos por tanto momentos nessa vida, e só tenho a agradeçer primeiro a Deus que me permitiu ter você pra mim, cuidar de você, viver com você, e segundo à você filho, que me ensina a cada segundo que respirar vale a pena, que olhar pra frente é necessário, que sou forte muito mais do que eu imaginava, que o medo não existe ( nem de barata rs), que coisas simples, são as mais legais, mudei meus valores depois de ser mãe, e agradeço à você Artur!

Que os anjos iluminem sua vida, e te protejam sempre, filho desejo que você tenha muito mais saúde, vida, alegrias, felicidades e que seja sempre um menino de ouro, uma criança educada, uma boa pessoa, você é meu orgulho, O MELHOR FILHO DESTE MUNDO!

Parabéns meu Tutuzinho, meu eterno bebê...mamãe esta sempre com você e eu te amo a distância do meu coração até o infinito...ida e volta...

um montão de beijos

Mamãe!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Um tombo,um susto, hopsital....e cada minuto com você; FILHO; VALE À PENA!

Sábado, 14 de Dezembro de 2013, um baita sol acordamos cedo e corri pra fazer todas as minhas obrigações de casa, lavar roupa, limpar, ajeitar tudo porque o Artur ia cortar o cabelo e íamos passear.

Como sempre ele desesperado pra sair e eu ajeito um canto da casa ele bagunça outro, rs* parecemos irmãos as vezes, a gente briga feito irmãos e rolou uma discussão dessas por volta das 10h30 da manhã, fiquei bem brava e o Artur foi para o quarto dele;  eu disse que não iamos mais passear por conta da mau criação dele. Eis que eu fui me trocar e o Artur resolveu imitar o Peter Pan e sentou na cebeceira da Mini-cama de repente ouvi um barulhão e gritei: Você caiu? sem resposta, sem choro para meu desespero!

Encontei meu filho tentando chorar, tremendo e com os olhos arregalados no chão, sem reação, não havia som de choro, catei ele no cólo e ele não me ouvia, não respondia, molhei o rosto dele ele enfim chorou mas foi um miado e eu percebia que ele estava com muita dor pois o barulho era da cabeça que havia batido no chão.

Ele caiu de costas, com a nuca no piso frio e reclamava de dor na testa, sabia que era sério pois ele fez xixi na calça de dor.

GENTEEEE QUE DESESPERO..... eu não tenho carro, meu namorado tem moto e o pai do Artur estava longe...eu tremia.

Passei a mão no telefone e liguei para meu namorado, e pro pai, tinha que me trocar e sair.

O Artur ja queria dormir e eu não podia deixar, ele não sentava, não reagia, apenas gritava que não estava aguentando de dor, começou a fazer a mesma pergunta segundo após segundo, não hesitei chamei um táxi e tudo nessa hora demora mais do que o normal! AFF ...

Tinha trânsito; muito trânsito para chegar ao hospital e eu gritava pra ele: não dorme filho; fica comigo, não me deixa sozinha, ele respondia: mamãe eu estou tentando, mas não cosnigo mais abrir meus olhos, deixa eu dormir só um pouqinho.....

Jesus Cristo...de lembrar eu choro....desesperador! não sei descrever o que senti mas depois da semana que ele nasceu e ficou na UTI , esse com certeza foi o dia mais apavorante de toda minha vida... eu fui forte estava sozinha: eu e o Artur.

Entrei no hospital como emergência e ele foi prontamente atendido e passou por uma tomografia, e ele dormiu, finalmente, o pai chegou, e eu desmontei literalmente...chorei feito uma criança, me senti inútil "culpada" mas fui amparada por pessoas queridas e importantes que estavam comigo!

Resultado do exame... graças a Deus tudo bem...masssssss o Artur acordou, gritando de dor na cabeça, confuso, perguntando a mesma coisa a cada minuto, de novo, esquecendo onde estava e quem estava com ele, confundia a voz das enfermeiras com a minha e pronunciava  palavras erradas...tive medo e ficamos no hospital até a noite, quando finalmente ele após ser medicado e descansar levantou e  andou.

Chegamos em casa ele comeu, e tentei seguir a rotina normal, tentando não ver o galo na nunca enorme, a madrugada foi dificil eu me levantei a cada hora para ver se ele estava bem e me peguei levantando também com espaço de 15 minutos, a cena dele caido, não me sai da cabeça e com ela vem a sensação horrível de inutilidade, e culpa. sei que não tive culpa, acidentes acontecem mas eu penso, e se???...eu tivesse lá, se não tivessemos discutido, etc, etc, etc....

Hoje Domingo acordei com um único propósito: mudar minha rotina! que se dane a casa e todo o resto da minha vida....vou é ficar com meu filho, por que por uma fração de segundos pensei: Deus; permita que nada de ruim aconteça ao meu menino; eu só tenho ele na vida  e nós dois ainda temos tanta coisa pra fazer juntos!!!!

Obrigada Meu DEUS por ter atendido meu pedido!

O Artur esta ótimo e a mamãe imensamente grata e feliz...hoje brincamos muito e eu tomei banho de mangueira com ele ( não fazia isso há uns 20 anos) e meu dia mudouuuuuuuu depois de rir junto com ele, coisas pequenas não me atingiram pensei: que se dane.....tenho o que eu preciso, vida, um filho perfeito, saudável e neste momento sou muito feliz com ele!

Filho, você é a minha vida e eu te amo mais que tudo!!!




Total de visualizações de página